LOGO

DEVOCIONAL

DEVOCIONAL

A Soberania de Deus

Por Administrador | 04/12/2019

Quando Israel conquistou Canaã, o tabernáculo de Moisés foi montado, em definitivo, no lugar chamado Siló. Na época de Samuel, o sacerdote Eli exercia naquele local o seu ministério junto com seus filhos, Hofni e Fineias. Estes dois homens não eram gentios nem idólatras, mas israelitas e ministros do verdadeiro Deus, tendo sido consagrados para o exercício do sacerdócio.

Embora não fossem falsos líderes, destruíram suas vidas e ministérios por causa do pecado (1Sm 2-4). A carne do sacrifício deveria ser dividida entre o ofertante e os sacerdotes, conforme determinava a lei, mas eles mandavam um homem com um tridente que puxava do altar mais carne do que aquela que lhes caberia por direito. Também estava determinado que toda gordura dos sacrifícios deveria ser queimada como oferta ao Senhor (talvez até para proteger a saúde dos israelitas), mas Hofni e Fineias tomavam parte da gordura para si. Portanto, o que era do povo ou de Deus, acabava sendo tomado à força pelos sacerdotes, numa clara atitude de cobiça e abuso de autoridade.

Como se não bastasse tudo isso, aqueles homens ainda adulteravam com muitas mulheres israelitas. Deveriam servir ao povo, mas o prejudicavam, exploravam e corrompiam terrivelmente. Embora tivessem importante cargo na casa de Deus, aqueles homens eram do Diabo. A Bíblia os chama de “filhos de Belial”, nome que se refere a Satanás. Eles não conheciam o Senhor, não se importavam com a seriedade do culto e, sendo repreendidos por Eli, não se corrigiram.

Muitas pessoas devem ter questionado: “Por que Deus permite isso”? Entretanto, o Senhor os entregou nas mãos dos inimigos filisteus. Hofni e Fineias pensavam que, mesmo vivendo em pecado, seriam protegidos pela arca da aliança. Assim, de posse do móvel sagrado, foram à guerra, e ali morreram. Eli também morreu no mesmo dia, pois deveria ter retirado os filhos do ministério, mas não o fez.

Quando a ação de Deus demora, é porque Ele está dando tempo para as pessoas se arrependerem. Se isso não acontecer, a corrupção e a safadeza serão punidas com rigor. Enquanto isso, Samuel vinha sendo preparado como servo fiel a Deus. Ele representava uma nova geração que não se corromperia, mas serviria ao Senhor com todo zelo e fidelidade.

Por Pr. Anísio Renato

Últimas Fotos


ÚLTIMAS FOTOS

3º DIA - JANEIRO GOSPEL 2020 - PARTE 3

Veja Mais
ÚLTIMAS FOTOS

3º DIA - JANEIRO GOSPEL 2020 - PARTE 2

Veja Mais
ÚLTIMAS FOTOS

3º DIA - JANEIRO GOSPEL 2020 - PARTE 1

Veja Mais
ÚLTIMAS FOTOS

2º DIA - JANEIRO GOSPEL 2020

Veja Mais